Montemor-o-Novo. Sabores e Saberes do Povo

sexta-feira, fevereiro 01, 2008

50 Anos ao Serviço da Cultura Tradicional




50º Aniversário
"Fazendeiros de Montemor-o-Novo"



A Tradição Mora Aqui





1958


OBRIGADO!
Neste primeiro apontamento de 2008, no blog, não poderíamos deixar de agradecer a todos quantos , em 2007, nos ajudaram, das mais diversas formas, a pôr em prática os nossos projectos, as nossas iniciativas, os nossos eventos. Foram muitos os que a titulo individual e colectivo nos apoiaram muitas das vezes de forma simples e humilde, muitas das vezes apenas e só com uma palavra amiga, uma palavra de incentivo, o seu apoio. A todos esses deixamos o nosso Obrigado!
À Santa Casa da Misericórdia, seu Provedor e funcionários, ao Grupo União Sport, á Escola Secundária de Montemor-o-Novo, á RNA e Jornal “Folha de Montemor” ao movimento associativo do concelho, ás comissões de festas, à Câmara Municipal e Juntas de Freguesia , ao comércio local que não desiste de nos apoiar ainda que de forma modesta, devido á crise económica que se faz sentir, deixamos o nosso Muito Obrigado!
Aos motoristas, técnicos de som e luz, técnicos e trabalhadores da Divisão Sócio Cultural do Município e trabalhadores da Câmara Municipal em geral , agradecemos reconhecidamente o apoio que nos deram na Mostra Internacional de Folclore e no Festival Nacional de Folclore, bem como noutras iniciativas.
Ás cozinheiras da Escola Secundária e Escola nº1, obrigado por tudo, foram e são incansáveis.
Á população do concelho de Montemor-o-Novo em geral, um agradecimento especial, pois são vocês que nos dão força, ânimo e alegria para levarmos por diante o Rancho Folclórico Fazendeiros de Montemor-o-Novo, que comemora em 2008, as suas Bodas de Ouro.
Já passaram 50 anos desde que o nosso saudoso fundador Feliciano Rabaça do Carmo, decidiu por de pé este agrupamento com o objectivo de mostrar ao nosso país e ao mundo que no Alentejo, em Montemor-o-Novo e mais concretamente nas fazendas de Montemor, também se dançava e cantava. Diferente de tudo e de todos, mas de forma simples e humilde este agrupamento tem trilhado ao longo de todos estes anos de vida e história um caminho altamente prestigiante para o grupo, para Montemor-o-Novo, para a região e para o folclore português. Já viajámos bastante , já obtivemos muitos êxitos, já gravámos muita coisa, mas tudo fruto do nosso trabalho, fruto do esforço das larguíssimas centenas de pessoas que por aqui têm passado, fruto de uma cultura riquíssima que fazemos questão em não perder ; por isso a preservamos, divulgamos e defendemos acerrimamente daqueles que a troco de protagonismos mesquinhos e com uma ignorante leviandade a querem estraçalhar aos olhos de todos.

Ao longo destes 50 anos tivemos muitos momentos de alegria, vivemos muitas histórias, episódios bons e menos bons também, travámos batalhas duras e violentas contra aqueles que tudo tendo nas mãos, tudo fizeram e ainda fazem , mas de forma mais tímida, para nos destruir a nós enquanto grupo e ao nosso folclore tentando adulterá-lo de forma simplória e leviana. Mas dos fracos não rezará a história! Não tendo sido muito fácil, conseguimos vencer essas batalhas, ultrapassámos as dificuldades, com o apoio deste nosso povo que nos acarinha e respeita e que é por ele que lutamos de forma tão intensa pela defesa do nosso património cultural, pela defesa do nosso cancioneiro, pela defesa do genuino folclore das fazendas de Montemor, que representamos.



É pois com este povo, com esta nossa gente que em 2008 queremos comemorar de forma inequívoca o nosso 50º Aniversário . É pois este povo que convidamos a uma massiva participação no nosso Festival Nacional de Folclore em 15 de Março de 2008, bem como em todas as nossas iniciativas. É pois a este povo que deixamos o nosso muito obrigado por tudo. OBRIGADO!







2008


0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]



<< Página inicial